Viajar sem sair de sua própria cidade, é possível?

Às vezes tem coisas sobre nossa própria cidade que a gente desconhece, né? “Turísticas” ou não.

Quer variar os programas de fim de semana? Que tal ir tomar café da manhã naquele hotel legal, fazer um passeio pelo parque, revisitar aquele museu onde não volta desde o colégio ou simplesmente conhecer bares e restaurantes diferentes? Pra isso, uma dica é fuçar os sites da Secretaria de Turismo do seu Estado e Município, ficar ligado nas páginas de turismo e lazer dos jornais, acompanhar blogs de turismo, lifestyle ou gastrônomia, visitar um posto de informações turísticas e até ler guias de turismo.

Leia também sobre a história da cidade, e, se possível, faça um passeio guiado por alguns dos seus pontos mais importantes. Enxergar o dia a dia sob o viés da história dá um novo sentido às coisas. Normalmente, a gente faz isso quando é criança e nem dá tanto valor, né?

Olhar pra a nossa Farroupilha/RS, como se fosse a primeira ou a última vez tem melhorado muito minha relação com a cidade. Muitas vezes, os afazeres do dia a dia e os programas de sempre ficam no caminho, mas é muito gostoso explorar sua cidade como se fosse um turista, ou seja, como se tudo nela fosse novidade.

própria cidade
Foto: Luís H. Fritsch
própria cidade
Foto: Luís H. Fritsch
própria cidade
Foto: Luís H. Fritsch

Dá pra encontrar muitas coisas legais no dia a dia, como essa vista linda aí de cima que eu tenho a sorte de paquerar no caminho pra o trabalho.

Se fosse uma viagem, o lugar estaria no seu roteiro, né? Então a dica aqui é fingir que tá viajando ou recebendo alguém de fora. Ou seja: separar um ou mais dias pra “turistar”, como se você estivesse na cidade temporariamente.

E você, o que faz pra encarar sua cidade com novos olhos?

Assista o vídeo:

Edição: Luís H. Fritsch

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leitura anterior
Conheça o saco de dormir ultracompacto Deuter
Próxima leitura
Conheça o Cânion Itaimbezinho