Nada melhor para anular os efeitos do stress que o contato com a natureza. Amantes ou não de animais, não há quem resista a um bom fim de semana acampando. Seja no litoral ou nas montanhas, uma coisa é certa na viagem: muita história para contar. Entretanto, para que a paz não vire uma cilada de mosquitos e horas a fio jogando cartas dentro da barraca, é bom tomar alguns cuidados.

Planeje

Se você nunca montou uma barraca na vida, não se desespere antes de comprar a sua.

Existem opções para todos os gostos e bolsos. Lembre-se de avaliar bem o material, a durabilidade e principalmente, o tamanho.

Quando o número de pessoas é igual ao tamanho da barraca, alguém do grupo pode acabar ficando de fora na hora de dormir. Quem tem menos experiência no assunto acaba esquecendo que o espaço onde vai dormir precisa ainda abrigar malas,equipamentos…

Hoje já é possível até convidar os vizinhos? para um churrasco na barraca. Alguns modelos possuem até varanda, mas você também pode levar um toldo e montar ao lado de onde vai dormir.  

20090811202025

A proposta do passeio é um contato maior com a natureza, o que não significa dormir no frio nem acordar com a coluna dolorida. Hoje em dia é possível encontrar colchões infláveis muito confortáveis.

Para se proteger da umidade, comum em acampamentos perto de praias e em grandes altitudes, você pode levar um saco de dormir. Além de leve, ele substitui a roupa de cama e pode manter o corpo numa temperatura entre 10º e 18º.

Agora, imagine passar semanas planejando uma viagem com os amigos e ao chegar, descobrir que esqueceu o saco de dormir. Por isso preparamos uma lista básica para você fugir dos imprevistos.

– Barraca

– Saco de Dormir

– Isolante térmico

– Colchão inflável

– Lanterna

– Filtro solar

– Repelente

Cuidados no local

Acampar na chuva não é a preferência da maioria, mas para os mais radicais, não é motivo para cancelar uma viagem.

DSC03990

Alguns cuidados podem evitar problemas no meio da noite, como água entrando na barraca ou poças muito próximas. Uma dica é tentar nivelar o chão da barraca, impedindo que ela fique baixa e na direção do fluxo da água. Vede qualquer  furo no teto, mesmo que pareça inofensivo, caso contrário, você vai ganhar uma goteira. Se o teto não estiver bem esticado, o volume de água ainda pode fazer com que ele se rasgue, ensopando o lugar.

Mantenha perto alguns jornais. Eles podem ser úteis para absorver a água da chuva e forrar a barraca por baixo, evitando que a lona fique em contato direto com o chão e protegendo ainda mais contra o frio.

Preste atenção especial nos itens de segurança. Alguns lugares são mais remotos e por isso, você corre o risco de ficar na mão se tiver alguma emergência. Canivetes suíços, lanternas e cantis são indispensáveis. É importante ainda lembrar-se de utensílios usados diariamente, como talheres, pratos e artigos de higiene pessoal.  

E não se esqueça do fundamental: APROVEITAR.

Edição e texto: Luís H. Fritsch
Fotos: Internet

 

1 Comment

  • Cassiana,

    Acampar é demais! Adorei as dicas.

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    13 + treze =

    Previous reading
    O estilo outdoor invade seu guarda roupa
    Next reading
    Tranformando suas botas velhas em vasos de flores