9º Dia 23/03 – Mirador Francês e Britânico, um espetáculo. Eram 3 ou 4 horas da madrugada, muito vento lá fora, acordei ouvindo um barulho que parecia de macacos passando pelas árvores do acampamento, seja lá o que for, dormi novamente. Pouco antes das 6 da manhã escuto o Paulo dizendo: – Cris, o tempo melhorou e o céu está aberto. Assim, saímos bem cedo das nossas barracas, ainda ventava muito, mas a chuva havia parado, improvisamos um varal nas árvores para secar as roupas molhadas e a ideia deu certo.

Enquanto tomamos nosso último café em Torres Del Paine, tudo secou e nosso ânimo para subir aos miradores Francês e Britânico estava renovados, ficamos faceiros que iríamos conseguir completar o Circuito “O” de Torres Del Paine com o último dia de tempo bom e sol, e assim foi. Deixamos as barracas armadas no acampamento para secar até a nossa volta e subimos para os miradores apenas com mochila de ataque, água e um lanche. O trajeto era uma subida forte adentrando as montanhas do maciço Paine. Logo na saída do acampamento o visual já se mostrava espetacular, chegamos logo ao Mirador Francês, o primeiro ponto alto no meio do vale com uma visão incrível dos Picos do maciço Paine.

25+
Visual da saída do bosque do Mirante Francês.

Após o Mirador Francês continuamos nossa subida rumo ao Mirador Britânico, mais 2,5 km de subida em meio a belos bosques e trilhas com muitas pedras. O visual do próximo mirador também era deslumbrante, o vento era forte e gelado, tiramos algumas fotos e logo depois descemos de volta ao acampamento Italiano já pensando que naquele dia completaríamos nossa aventura completando o Circuito “O” em Torres Del Paine na Patagônia Chilena.

Já de volta ao acampamento Italiano, recolhemos nossos apetrechos, fizemos nossa última refeição em Paine e partimos para caminhar 5 km até o acampamento Los Cuernos e logo em seguida mais 11 km até o Refúgio Central, local onde iniciamos nossa aventura 6 dias atrás. A trilha da tarde foi feita em grande parte, costeando o Lago Nordenskjold, um lago de águas verdes e geladas provenientes do desgelo das montanhas.

27+
Lago Nordenskjold.

O trajeto até Los Cuernos foi tranquilo, poucas subidas e um visual sensacional do lago sempre à nossa direita, além disso, combinamos de caminhar rápido para chegar ao refúgio central antes de 19 horas para dar tempo de pegar o ônibus para Puerto Natales. Em pouco mais de 1 hora chegamos a Los Cuernos, um local requintado com restaurante e cabanas para aqueles que gostam de uma aventura, mas não abrem mão do conforto.

Nossos últimos 11 km foram cansativos, o peso da mochila já começava incomodar e esta última parte do percurso tinha muitas subidas e descidas, mas, seguimos em frente firmes e com objetivo fixo em chegar no horário que definimos. E assim foi, chegamos ao Refúgio Central às 18h30min, depois de 28 km de caminhada percorridos no dia, tiramos uma foto para marcar o fim da aventura e tratamos logo de procurar uma condução para nos levar até a entrada do parque. Conversamos com alguns condutores e acabamos encontrando outra Van que ia direto até Puerto Natales, obviamente que o valor era um pouco mais elevado do que o ônibus, porém, a viagem seria bem mais rápida, assim, pagamos 7.500 pesos cada um pela passagem e seguimos para o nosso próximo destino.

Chegando a Puerto Natales o condutor da Van nos levou até uma agência de viagens para comprarmos nossas passagens de ônibus até Calafate no próximo dia, em seguida nos indicou um ótimo Hostel – El Mirador – localizado bem atrás da estação rodoviária. Um verdadeiro luxo, camas confortáveis, calefação, banho quente, em seguida nos informamos e fomos jantar no restaurante Carlitos, no centro, escolhemos pratos com peixes e tomamos um bom vinho Chileno. Missão Torres Del Paine cumprida, agora é descansar para a viagem até Calafate e para próxima etapa da Aventura em El Chaltén.

Transcrição do diário da viagem por: Cristiano da Cruz e Paulo Adair Manjabosco

Data do Relato: 15 a 30/03/2014

Texto e Fotos: Cristiano Da Cruz

11021070_10204793054479848_9021972409366032381_n

Contato: www.indiadabuena.com.br

0

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leitura anterior
Transforme seu celular em um GPS de trilha!
Próxima leitura
Tramandaí a Capital das Praias e ponto de referência turística no Rio Grande do Sul.