Localizada na região do Litoral Norte Gaúcho, a cidade de Maquiné, foi sede da 1ª Etapa do Circuito Trilhas & Montanhas 2020 – Trilhas de Maquiné, que ocorreu no último sábado (dia 11).

A palavra Maquiné, denominação que se mantém até hoje é de origem indígena, e quer dizer “gota que pinga”. Percorrendo o interior do município, logo se entende o por que: a pequena cidade é banhada por diversos rios! Por isso, não é preciso andar muito para ter contato com a água, seja vendo ou ouvindo seu barulho.

cascata Forqueta - Maquiné
Cascata da Forqueta
Créditos: Aline Fortuna – Mundo sem Muros

O finalzinho da Mata Atlântica da Serra do Mar, resulta geograficamente em um lindo vale encravado nas montanhas, vertendo águas doces e límpidas para todos os lados, fazendo de Maquiné um desses pequenos paraísos para os amantes da natureza.

Trilhas de Maquiné teve percursos de 7, 13 e 20 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. O evento contou com a participação de mais de 600 atletas de diversas cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina.

Os grandes campeões (gerais) em Maquiné:

Distância Curta – 7 quilômetros

  • Ketlen R. Petry – Equipe Team Mignot – Tempo Líquido: 01h12min
  • Andre B. Viana – Equipe R4H – Tempo Líquido: 01h07min

Distância Média – 13 quilômetros

  • Marcia Comin – Equipe Respire – Tempo Líquido: 02h34min
  • Roni Wilte – Equipe Los Tratores – Tempo Líquido: 02h12min

Distância Longa – 20 quilômetros

  • Fabrícia Barnart – Equipe T & M – Tempo Líquido: 02h39min
  • Geovane Griesang – Equipe Brutus do Gaúcho – Tempo Líquido: 02h23min

O evento bateu recorde de inscritos para a época do ano. Diversos atletas retornando empolgados para as trilhas e montanhas, entre eles Simone Winter e Ricardo André Kich. O casal sofreu um grave acidente na véspera da penúltima etapa do Circuito Trilhas & Montanhas 2019 que ocorreu em Tupandi no dia 12 de outubro.

“Fazíamos uma jantinha, proteína e carboidrato…Quando aconteceu um vazamento de gás nos mangotes do Junker, que ficaram da última moradora do apartamento (nós não possuímos o aparelho). O gás logo formou um bolsão na parte inferior, por ser mais pesado que o ar […]” relembra Simone.

Com o incêndio o casal teve 50% dos corpos queimados em 2º grau. Segundo eles, o socorro chegou muito rápido, o prédio de 14 andares foi evacuado e foram imediatamente retirados pelos bombeiros do apartamento e levados pelo SAMU ao hospital.

“Ficamos 15 dias hospitalizados a base de morfina, a dor era terrível! Eu queimei meu rosto, braços e pernas e o Ricardo mãos, braços, pernas e flancos.”

Si e Ricardo ficaram quase 2 meses protegidos do sol, dentro de casa. O retorno às corridas, oficialmente, aconteceu na abertura do Circuito Trilhas & Montanhas 2020 em Maquiné, exatos 3 meses do acidente. O casal optou pela distância média, “foi puxado, mas emocionante” definiram eles.

Na época do acidente Si estava treinando duro para a Extremo Sul Ultramathon prova de 226 quilômetros que aconteceu em Cassino/RS em novembro. Após Ricardo faria a Maratona de Santa Cruz do Sul, em 15 de dezembro; e depois fariam juntos a TTT (Travessia Torres Tramandaí) Solo cerca de 82 quilômetros no dia 25 de janeiro. Cancelaram todas as provas, pois estavam muito debilitados!

“Tivemos anemia profunda e perda de massa magra. E nesse período o que nos deu forças foi o esporte, suporte de nossas famílias, as energias positivas e orações de amigos. Além da alimentação correta, orientada pela nossa nutricionista Camila Mai; o treinamento na academia com foco em corridas, norteado pelo nosso amigo e personal Eddy Santos; e claro as planilhas durríssimas (que adoramos) do nosso treinador/amigo/parceiro Luis Leandro Grassel.”

Trail Running Maquiné
Créditos: Clic Run

“Retornar ao Circuito Trilhas & Montanhas foi emocionante…surreal! Eu não acreditava que seria assim, sentimos uma alegria tão grande que não cabia no peito. Poder tocar o chão com os bastões, subir os morros, sentir a força da natureza, o vento no rosto…lindo de viver! Após essa prova tivemos certeza que é em trilhas que somos mais felizes!” comenta emocionado o casal.

“Vida longa ao Circuito Trilhas & Montanhas, por que é para ele que voltaremos sempre! É um estilo de vida!” – Simone Winter, atleta do CTM desde 2013.

2 Comments

  • Simone Winter,

    Obrigada pelo carinho Jasmine!! 🙂

  • Salete,

    Lindo! Exemplo de superação! Parabéns! E nada melhor do que retornar em uma prova do CTM

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    8 − três =

    Previous reading
    Passo da Ilha
    Next reading
    Trilha do Rio do Boi